ABNT 10636:1989 - CANCELADA

Atualizado: 7 de jun.

Algumas pessoas já devem ter visto a norma ABNT 10636:1989 em projetos de Data Center, mas talvez não tinham conhecimento da sua aplicação apropriada.

A Norma foi utilizada para ensaios de resistência ao fogo para paredes divisórias sem função estrutural, para a verificação da eficiência de divisórias de alvenaria ou modulares com caracteristicas corta fogo ou para chama principalmente para rota de fuga.


No mês de maio de 2022 a ABNT cancelou a Norma e publicou uma nova versão com uma série de modificações, trata-se da NBR 10636-1:2022 (parte 1) Componentes construtivos não estruturais - Ensaio de resistência ao fogo - Parte 1: Paredes e divisórias de compartimentação

No escopo inicial, constam as diretrizes: Esta Parte da ABNT NBR 10636 especifca o método para determinação da resistência ao fogo de paredes sem função estrutural. Ela é aplicável às paredes internas ou externas não estruturais, com ou sem vidros, e às paredes não estruturais compostas majoritariamente por vidros. Esta Parte da ABNT NBR 10636 não é aplicável ao ensaio de paredes-cortina, que são ensaiadas de acordo com a ABNT NBR 10636-3. Esta Parte da ABNT NBR 10636 não é aplicável ao ensaio de paredes contendo conjuntamente portas ou vedadores, que são ensaiados conforme a ABNT NBR 6479.

Portanto nesta versão, a realização de testes com paredes divisórias de qualquer tipo em conjunto com portas ou sistemas de vedação não podem ser realizados.


A parte 1 da NBR 10636 contém diretrizes específicas para os ensaios de resistência ao fogo de paredes sem função estrutural, podendo conter partes envidraçadas. As diretrizes para ensaio desses elementos são aplicadas em conjunto com as diretrizes gerais contidas na NBR 16965 e com as classificações apresentadas na NBR 16945. Os equipamentos empregados na realização dos ensaios de resistência ao fogo consistem em forno, quadro de restrição e instrumentação, como especificados na NBR 16965.


Resumidamente a nova Norma traz diretrizes para ensaio de diversos tipos de divisória de compartimentação, sendo divisórias internas ou externas de fachada, construida em alvenaria ou em paineis modulares e vidro.

Estabelece como devem ser os testes, montagem de amostras, instrumentação, condições de aquecimento, pressão e ambiente do forno devem estar de acordo com e referencias normativas comparativas para a classificação do resultado do teste.


Mais importante é que na nova versão da Norma NBR 10636:2022, não é permitido o ensaio em conjunto com portas ou sistemas de vedação, reforçando o caráter de divisória de compartimentação e não a constituição de elementos construtivos secundários ou até mesmo ambientes protegidos.


No caso de ambientes de TI o mais importante é o atendimento aos requisitos de segurança e limites de temperatura no interior do ambiente, de forma a assegurar a integridade dos equipamentos e investimentos e principalmente a disponibilidade das informações. A NBR 11515 estabele quais são esses limites e suas tolerâncias e devem ser observados para o correto planejamento de ambientes de missão crítica.


Nossas soluções de Sala Cofre, Sala Segura, Container e Mini Data Center, atendem aos requisitos da NBR 11515, mas se você tiver mais dúvidas, consulte um de nossos executivos para saber sobre as Normas aplicáveis e muito mais!













98 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo